Multi Dicas

  • DICAS PARA DECORAR

  • LISTA BÁSICA PARA O ENXOVAL

  • SAÚDE EM DOSES CERTAS

  • CUIDADOS COM O BEBÊ

Como decorar o quarto do bebê?

Qual mãe não gostaria de preparar um lindo quarto para o nenê que chega ao mundo? Mas cuidado para não exagerar na extravagância. O bebê precisa sim de um ambiente aconchegante, e não um lugar cheio de cores.

“Não enfeite demais o quarto, o excesso traz confusão visual e acúmulo de pó”, analisa a arquiteta Carla Arigón Felippi.

Alguns pontos devem ser observados na hora de decorar um quarto. Primordialmente, o bebê necessita de um ambiente tranqüilo, especialmente nos primeiros meses, para lhe assegurar proteção de ruídos e de aberturas repentinas de portas e janelas.

Em segundo lugar, a área reservada ao recém-nascido deve ser de fácil acesso, para atender o bebê com rapidez quando necessitar. Uma boa opção para começar a decoração do quarto é planejando a distribuição dos móveis. Todos os móveis devem ser práticos e revestidos com materiais laváveis e resistentes, independente do estilo escolhido.

Uma dica importante da arquiteta: “Faça uma linha reta entre a janela e a porta do quarto para descobrir o caminho da corrente de vento. Posicione a cama ou o berço fora deste espaço. A partir daí, distribua o guarda-roupa e bancadas”.

Confira algumas dicas que podem ser de bastante utilidade:

a-) Poltronas podem ser de abrir transformando-se numa cama auxiliar, muito útil no caso de quartos para bebês. É importante acostumá-los em seu próprio quarto. Se você for dormir lá nos primeiros meses ficará mais fácil sair do quarto da criança, que estará ambientada. Claro que isso não é uma regra.

b-) Encostar a cama numa das paredes laterais, libera o meio do quarto e possibilita a montagem de casinhas, cabanas e trens que podem ficar montados de um dia para o outro!

c-)Paredes livres ou portas que recebem cestas de basquete e adesivos de amarelinha no piso estimulam o gosto por brincadeiras que exercitam.

d-) Beliches com escadas divertidas, descidas com tubos e almofadas coloridas pelo chão são toques bem humorados, que ainda economizam espaço.

e-) Procure evitar a instalação de videogames e tvs, quanto menor a exposição visual, menos a criança lembra deles! Dificulte o acesso!

f-) Equipamentos de som são interessantes neste cômodo, pois a música pode servir para marcar a hora do banho, do sono, do passeio, isso é muito importante para as mães se comunicarem com os bebês, que assim ficam sabendo a próxima atividade que será executada.

g-) Cores mais suaves que não agitam tanto as crianças, e são muito úteis na hora das brincadeiras tranqüilas, que diminuem o ritmo antes de dormir. Dimers regulam a intensidade de luz, já que luminosidade é outro item importante.

h-) Espelhos estimulam o desenvolvimento, pois a criança observa sua movimentação, a fala e gestos; use-os colados na parede para eliminar riscos de quebra.

”Tapetes de borracha antialérgicos, cortinas removíveis e laváveis, móveis sem quinas e piso revestido de vinil ou laminado plástico para evitar poeira completam o conjunto e oferecem segurança”, recomenda Carla.

Dicas

0 a 2 anos - O essencial para o quarto do bebê é o berço, cômoda (para ser utilizada como trocador e guarda-roupa) uma poltrona para amamentar, cesta para suporte, lixeira e uma iluminação adequada.

2 a 7 anos – O ambiente deve incentivar e motivar o desenvolvimento mental da criança. Habilitar o espaço com um local para o descanso, outra para as brincadeiras e uma área para guardar os brinquedos é uma forma de ensinar-lhe, desde pequeno, a se organizar.

7 a 9 anos – Aqui uma área para o trabalho é essencial. Uma escrivaninha em lugar bem iluminado, de preferência é junto à janela, mesmo que não tenha luz natural.

Fonte: Guia do Bebê

Para Vestir

06 Babadores
01 Camisolão do batizado
06 Camisinhas pagão
06 Camiseta de malha
04 Casaquinhos de lã ou linha
06 Conjuntos Pagão
04 Conjuntos de lã ou linha
06 Culotes
02 Luvinhas
04 Macacões compridos
04 Macacões curtos
06 Meias
10 Pacotes Fraldas Descartáveis
06 Pijamas
06 Sapatinhos
04 Toucas

Para Alimentação

06 Bicos p/ mamadeira
04 Colheres pta. Borracha
02 Copos p/ treinamento
06 Chupetas
01 Escova para mamadeiras
01 Esterilizador de mamadeiras
01 Funil
01 Garrafa Térmica
01 Jogo de Panelas
08 Mamadeiras
08 Mamadeiras para suco
01 Pinça
04 Potes com tampa
01 Porta chupeta
02 Pratos térmicos
04 Prendedores de chupeta

Fonte: Baú do Bebê

Saúde em doses certas

O bebê acaba de nascer e já é vacinado. A vacinação é um ponto importante na vida de qualquer criança no mundo. As vacinas evitam que o bebê pegue uma série de enfermidades. A invenção deste modo de prevenção revolucionou a saúde mundial. Dezenas de doenças, como a varíola, não existem mais devido ao uso da vacinação.

A mamãe deve estudar possíveis reações antes de vacinar seu filho. Os efeitos das aplicações mais comuns são: febre variável e vermelhidão.

A criança não deve deixar de tomar nenhuma vacina durante toda a infância. A mamãe deve ter controle total de todas as doses que o bebê vai receber. Portanto, a tabela é o modo mais eficaz de manter seu filho sadio.

Fonte: Baú do Bebê

Dicas para deixar o seu bebê longe das assaduras

Confira dicas do presidente do Departamento de Dermatologia da Sociedade de Pediatria de São Paulo Antônio Carlos Madeira de Arruda para garantir os cuidados básicos para a saúde da pele dos bebês:

• Durante o banho, lave e seque bem a pele do bebê para retirar os resíduos de fezes e urina. Não se esqueça de tirar a água que se acumula nas dobrinhas;

• Cuidado com o uso de sabonetes em excesso e produtos com perfume, que podem deixar a pele mais sensível e irritada;

• Prefira sempre água morna do que os lenços umidecidos para limpar o bebê;

• Nunca deixe restos de sabão em pó nas roupas e fraldas, pois este produto pode causar alergia;

• Fique atento às necessidades do seu bebê. Alguns ficam com a pele irritada com o uso de fraldas descartáveis, outros não se adaptam ao uso de fraldas de pano. Cabe aos pais descobrir qual é a melhor opção;

• Use pomadas para lubrificar, hidratar e proteger a pele do bebê antes de colocar a fralda.

Fonte: Site Terra