Novidades

20/11/2014

Selo do Inmetro para berços infantis ainda gera dúvida

Selo do Inmetro é obrigatório em berços infantis

Pais e lojistas precisam conferir veracidade do número compulsório do selo que consta no móvel

Passados quase cinco meses desde a exigência do selo do Inmetro em berços infantis, o assunto ainda é motivo de dúvida e confusão para pais e lojistas. Desde 21 de junho de 2014 os móveis para bebês precisam seguir regras determinadas pela Portaria Inmetro 269/2011, como cantos arredondados, uso de tinta atóxica, trava de segurança nas grades e rastreabilidade.

O que ainda poucos sabem é a importância de averiguar se o móvel que está sendo vendido ou comprado possui selo do Inmetro. A partir dele é possível conferir no site do instituto se o número compulsório é válido e pertence realmente àquela indústria. O selo é exigido para o comércio de berços comuns, dobráveis, conversíveis e drop-side - laterais móveis.

Durante a fiscalização do Inmetro tem sido comum encontrar lojistas que não sabem exatamente como proceder para saber se os móveis vendidos estão dentro das normas exigidas.

A Multimóveis Baby há 20 anos investe na criação de projetos e peças que permitam bem-estar aos bebês, mas também tranquilidade aos pais, por isso foi uma das primeiras a se adequar ao selo do Inmetro. De acordo com Gilvanei Mariuzza, supervisor de Engenharia da Multimóveis, começa pelo consumidor a fiscalização da qualidade dos produtos, ou seja, os pais precisam verificar se o produto tem o selo do Inmetro para garantir a segurança necessária às crianças. “No site do Inmetro é possível conferir a veracidade do selo. Basta averiguar se o número compulsório do selo é da marca de móveis indicada”, alerta.

Itens avaliados

Com as novas regras, os fabricantes de móveis precisam respeitar:
- durabilidade do lastro e das grades,
- projetar cantos arredondados,
- utilizar tintas atóxicas sem o uso de metais pesados,
- respeitar o espaçamento entre as grades que deve ser de 4,5 cm a 6,5 cm,
- evitar peças pequenas como tampas adesivas e trava de segurança na grade móvel.
- todas as peças do berço precisam ser rastreadas.

“Ao ser embalado, o berço recebe uma etiqueta com o lote de fabricação, dessa forma o consumidor precisa guardá-lo no caso de futuros problemas com o berço. Esse número de lote que permitirá rastrear a fabricação de todas as peças que compõem o berço”, explica Mariuzza.

No caso dos berços da Multimóveis Baby, há um rigoroso processo de testes quanto a durabilidade e qualidade dos produtos utilizados. Qualquer novo projeto de berço é prototipado e enviado ao Laboratório de Tecnologia de Madeira e Mobiliário, do Senai em São Bento do Sul, Santa Catarina, um dos três laboratórios do país autorizados pelo Inmetro para a validação dos berços.

Para cada novo modelo de berço da Multimóveis Baby são fabricados, inicialmente, pelo menos três produtos iguais que servem como prova, contraprova e testemunha para o caso de qualquer problema identificado nos testes em laboratório. “Sem dúvida, a segurança é o mais importante, pois se trata de uma linha delicada, mas que precisa ser resistente”, completa Mariuzza.

Cuidados ao escolher um berço
- constar o Selo de Identificação da Conformidade do Inmetro, exposto no berço e na embalagem do produto.
- bordas e partes salientes precisam ser arredondadas ou chanfradas, sem rebarbas e arestas;
- rótulos e decalques colados não podem ser utilizados nas superfícies internas das laterais e extremidades do berço;
- a criança não pode conseguir levantar a base do colchão ou a base do berço quando dentro do mesmo;
- laterais móveis devem ser equipadas com um sistema de travamento;
- instruções de uso devem ser estar em língua portuguesa;
- os berços precisam a razão social, nome ou marca comercial registrada do fabricante, distribuidor ou varejista, juntamente com meios adicionais de identificação do produto;
- caso o colchão não seja uma parte integrante do berço, deverá existir uma marcação, na base do berço, recomendando o uso de colchões com espessura máxima permitida de 120 mm conforme a ABNT NBR 13579-1.

Fonte: Conceitocom Brasil

ANTERIORES